Belo Horizonte: confira todos os destinos que você deve conhecer na capital mineira

Posted on

A capital de Minas Gerais tem além de suas conhecidas tradições culinárias, lugares fantásticos para fazer um turismo de experiências inesquecível. Confira nesse artigo, um roteiro completo para você ir à Belo Horizonte e aproveitar o que há de melhor na cidade!

Porque ir à Belo Horizonte

Um município com todas as qualidades de simples cidades interioranas, mas com alto grau de desenvolvimento. Essas características dão à Belo Horizonte, um clima e atrações singulares.

O ponto forte dos destinos dentro da cidade mineira são os parques, museus, bares e restaurantes. Se você gosta de um lugar que preserva suas raízes sem abrir mão de novidades, recomendamos altamente esse destino!

Belo Horizonte é uma das cidades mais populosas do país. E seu desenvolvimento em agricultura, indústrias, medicina e tecnologia, para atender a demanda local, fez da cidade, um dos grandes polos do turismo de experiências do Brasil.

As construções da cidade também carregam fortes traços dos anos 1940, 1950 e 1960. Uma vez que BH passou, nesses anos, por forte processo de industrialização e expansão populacional, a cidade teve que adaptar-se a rápidas mudanças.

Quando ir

BH fica na região sudeste do país, e tem o calor como clima predominante. Suas temperaturas podem chegar facilmente aos 30ºC (Celsius) no verão, e no inverno continuam acima de 20ºC.

O verão, que vai de setembro a fevereiro, é uma época bem quente e com algumas incidências de chuvas no local. Mas isso não interfere seus passeios, que podem ser feitos em vários locais cobertos!

Já a época entre abril e setembro é a que tem maior taxa de visitas na cidade. O clima mais fresco aliado à atmosfera da cidade convida qualquer um a conhecê-la.

O jeito é se preparar com antecedência e olhar a previsão do tempo antes de viajar!

O que levar

Para qualquer destino que envolva o sol constante, é ideal se preparar para uma aventura no estilo ‘expedição no deserto’.

Alguns itens devem ser levados muito em conta na hora de organizar suas coisas:

  • Mochila
  • Água e isotônicos (Gatorade, Powerade, etc.)
  • Pares de tênis para caminhada
  • Roupas claras e confortáveis
  • Boné
  • Óculos de sol
  • Protetor solar

O que fazer

Desembarcando do ônibus, do carro ou do avião. É hora de ter um guia dos locais aonde ir, e do que fazer, para não perder nenhum tempo lá. Confira vários roteiros para ir!

Lagoa da Pampulha

Projetada pelo arquiteto, mundialmente famoso, Oscar Niemeyer, a Lagoa é um marco da construção dos anos 1940. O local é um parque aberto com a lagoa ao centro, e vários pontos turísticos ao seu redor.

A Casa do Baile, por exemplo, fica a beira da Lagoa e recebe atrações culturais o ano todo. O espaço serve além de centro de eventos, como um lugar de contemplação da região da lagoa.

Igreja de São Francisco de Assis

Ainda na área da Pampulha, a Igreja de São Francisco de Assis atrai religiosos, e também amantes da arquitetura.

O templo foi projetado por Niemeyer, com seus jardins assinados pelo paisagista Roberto Burle Marx. Para reforçar a notoriedade do espaço, o interior da capela possui painéis pintados por Candido Portinari.

Toda essa bagagem histórica, além do valor que o lugar representa para Belo Horizonte, rendeu o título de Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO.

Parque Municipal Américo Renné Giannetti

Projetado pelo arquiteto e paisagista Paul Villon, para ser o maior parque da América Latina, o Parque Municipal fica no centro de BH.

Em uma área de mais de 180 mil m², o Parque Municipal Américo Renné Giannetti possui diversas espécies de aves, e grande vegetação. No espaço, ficam o Orquidário e o Teatro Francisco Nunes. Além dessas atrações, que são ótimas pedidas para seu roteiro, o parque é um ótimo espaço para caminhadas.

Mercado Central de Belo Horizonte

Inaugurado em 1929, o também chamado Mercado de Belo Horizonte leva você a experiências além de temperos, cheiros e sabores.

Hoje privatizado, o Mercado de BH realiza eventos e cursos de gastronomia com grandes chefs.  A casa tem arquitetura preservada, e uma capela, além, de claro, boxes que vendem filé de bacalhau, queijos, frutas, legumes e uma infinidade de alimentos.

Você pode agendar uma visita guiada e conhecer tudo sobre o local, no site do Mercado. Além de lógico, experimentar tudo o que tem direito lá dentro, nas mais de 400 lojas!

Mirante das Mangabeiras

Um lugar em que você tem a visão panorâmica da cidade de Belo Horizonte e do Parque das Mangabeiras.

O Mirante das Mangabeiras possui dois imensos decks de madeira, acessados somente com apresentação de documento de identidade. O acesso ao espaço é controlado pois faz parte de uma área de reserva ambiental.

Além disso, você também deve tomar a vacina contra a febre amarela antes de visitar o Mirante. Esses são critérios da Secretaria Municipal de Saúde de BH!

Veja também: 6 cenários para uma sessão de fotos incrível em Belo Horizonte

Praça da Liberdade

Fotos Aérea da Praça da Liberdade. Credito: Renato Cobucci.

A Praça da Liberdade proporciona contato com a natureza, e uma imersão cultural em prédios históricos ao seu redor.

Na Praça, chafarizes, árvores e bancos, além de amplo espaço verde para curtir o uma caminhada. Ao seu entorno, o Museu do Automóvel, a Casa Fiat de Cultura e a Biblioteca Pública são algumas das construções para conhecer.

Aproveite também para conhecer o Memorial Minas Gerais – Vale, que traz em amplas salas, acervos que contam a história de MG. Exposições itinerantes e fixas também fazem parte do Memorial.

Xapuri

O restaurante Xapuri abre as alas de locais para comer uma boa e típica comida mineira.

Tutu à mineira, virado à paulista, bolinhos de bacalhau, pastéis de queijo, e muitos outros pratos salgados fazem as vezes do lugar. A casa é acolhedora, grande, e possui ambiente rústico.

A faixa de preços está dentro do que podemos chamar de econômico, mantendo ótimo sabor!

Bar e Cervejaria Brasil

‘O bar do Clube da Esquina’ é o ponto de encontro de boêmios, famílias e jovens em Belo Horizonte.

O lugar ganhou essa alcunha porque quando os músicos Milton Nascimento, Lô Borges, e outros, formaram o Clube da Esquina, eles se encontravam nesse espaço.

Histórias musicais à parte, o bar reserva um salão que acomoda mais de 250 pessoas, com bar e cardápio recheado de pratos tradicionais de BH e do Brasil.

Bifão no Prato

Se o nome é derivado da fala popular, a comida segue também como ‘do povo’. E a casa não modera nas porções de seus pratos!

O Bifão no Prato é um restaurante para aqueles que gostam de desfrutar da simplicidade e sabor da comida caseira. Macarronada, bife à milanesa com cebola, feijoada e outras refeições conhecidas são fixas da casa.

Mas, há ainda pratos inusitados, como o macarrão na chapa, uma espécie de ‘yakisoba mineiro’. Macarrão, legumes, e fatias de carne são refogados em um tacho, com temperos típicos.

A Favorita

Um pouco de comida mineira mesclada à cozinha contemporânea combina nos pratos dessa casa.

A proposta do restaurante A Favorita lembra a de casas francesas rústicas. Mesas e ambiente de madeira, com toalhas e talheres requintados.

Os pratos seguem receitas mais refinadas, como o risoto de pato confitado, e o escalope de vitela. Para acompanhar, você pode pedir a carta de vinhos da casa, ou drinques e cervejas especiais.

Além dos pratos principais, o restaurante oferece vários petiscos e sobremesas, então reserve um tempo para você fazer uma refeição longa!

Como chegar

Para ir a esse destino sensacional, a maioria dos aeroportos do Brasil têm voos que chegam ao Internacional Tancredo Neves, de BH. Escolha a sua companhia preferida, e embarque para a cidade.

Se você preferir fazer um tour de ônibus, deve informar- se na rodoviária de sua cidade, quais companhias fazem a viagem.

Onde ficar

Em sites como o Airbnb e o Booking, você faz sua pesquisa de hotéis e pousadas em poucos cliques. Além desses serviços rápidos, você também pode ligar ou mandar um e-mail direto com os locais de suas pesquisas. Quem sabe rola um desconto?

Vão aí algumas dicas de lugares para se hospedar em BH:

Depois de ver esse artigo, é fácil marcar quais os lugares para ir e aproveitar as maravilhas da capital mineira. E depois de passar por esses roteiros, vai ser difícil ficar quieto — como os mineiros — e não contar aos seus amigos, sobre a viagem.

Parques, centros culturais, mercados, restaurantes, entre muitas outras atrações. Qual dessas experiências você tem mais vontade de viver em Belo Horizonte? Conte pra gente nos comentários abaixo, e compartilhe o artigo em suas redes sociais também!